Ir para conteúdo do site

Ir para conteúdo

SAAE Itaúna
Acompanhe-nos:
Facebook
Instagram
Notícias
Principal   Notícias
 

04/04/2019 às 11:56:00
Obras da Estação de Tratamento de Esgoto-ETE estão a todo vapor

Estimativa é de que a maior obra já feita no Município de Itaúna seja concluída ainda este ano

Na manhã de terça-feira (3), uma equipe da Administração da Autarquia, compareceu na Estação de Tratamento de Esgoto-ETE, localizada próximo à Fazendinha, a fim de fiscalizar a execução das obras e agilizar ainda mais a sua conclusão, a qual está prevista para o segundo semestre deste ano.

Durante o ano de 2018, a obra enfrentou diversos contratempos que implicaram na reprogramação do projeto inicial junto à Caixa Econômica Federal, representada à época pelo Ministério da Cidades, hoje extinto.

Para poder agilizar o andamento da construção de toda a estrutura, que receberá 100% do esgoto doméstico gerado no Município, foi criada uma Comissão Interna, composta por membros diretamente envolvidos com a questão.

Atualmente, 100% do Tratamento Preliminar e ¼ dos Reatores já foram impermeabilizados. Falta ainda a Caixa Divisora de Vazão, PVs e Filtros Percoladores. A estimativa de conclusão é para o mês de agosto. Também será concluída, em 60 dias, a urbanização de todo o espaço.

A ETE terá quatro reatores anaeróbios, principais responsáveis pelo início de todo o processo. A edificação garantirá o tratamento inicial de 219 litros de efluentes por segundo-vazão estimada de acordo com o atual número de habitantes de Itaúna. Contudo, a capacidade instalada é de até 400l/s, prevendo o crescimento da população até 2050.

Assim como a população Itaunense, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto-SAAE e o Governo de Itaúna estão ansiosos para a entrega da ETE, que trará grandes benefícios para o Rio São João, principal afluente da cidade e para o meio ambiente.

Dados gerais sobre o Rio São João

A sub-bacia do Rio São João faz parte da Bacia do Rio Pará, localizada na Bacia do Alto São Francisco, com área de 1500Km2. O Rio São João nasce no Campo dos Gentios, localidade do município de Itaguara, e passa por outras 10 cidades: Itatiaiuçu, Carmo do Cajuru, Itaúna, Mateus Leme, São Gonçalo do Pará, Igaratinga, Conceição do Pará, Pará de Minas, Onça do Pitangui e Pitangui, desaguando no Rio Pará em Velho da Taipa, município de Pitangui.

Itaúna é o principal município banhado pelas águas do Rio São João, além do fato deste ser o único rio que abastece a cidade, sendo responsabilidade das autoridades locais a preservação e a recuperação. No entanto, no manejo ambiental de recursos hídricos, não se deve pensar apenas nos limites municipais. A microbacia deve ser considerada como unidade básica de manejo, visto que alterações feitas em qualquer ponto podem acarretar melhorias ou comprometimento da qualidade e quantidade da água disponível.

A largura média do Rio São João é de 5 m, sendo que na sua foz apresenta uma largura de 8 a 10m, e a profundidade de 1 a 1,5m.

A Bacia se localiza em uma área de transição entre Cerrado e Mata Atlântica, vegetação essa já bastante degradada e substituída por pastagens e reflorestamentos de eucalipto. O clima predominante é o tropical de altitude, com média pluviométrica de 1557,5mm anuais, temperatura média anual de 21,8 0C e umidade relativa do ar de 68%.

 

 

 

 


Fonte: COMSAAE
 
Galeria de Fotos:   Ver mais
 
 
 
 
Newsletter
Cadastre-se e receba em seu e-mail nossos informativos
CADASTRAR
Brasão rodapé
Icone rodapé
ENDEREÇO
Rua: Nonô Ventura, 394, Lourdes
CEP: 35680-205
ATENDIMENTO
De segunda à sexta-feira, de 7h às 17h
Seta
Copyright Instar - 2006-2019. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia